PORTAL DO GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA
  
Rondônia - 25/06/2013 - Flash em Destaque
 Mão Amiga vai recuperar estradas em Rio Pardo
Nesta segunda-feira (24), no escritório local da Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater), foi lançado em Rio Pardo, distrito de Porto Velho, o projeto “Mão Amiga” que beneficia municípios e distritos, disponibilizando para as prefeituras uma patrulha mecanizada para recuperação das estradas que cortam essas localidades. Cerca de 800 km serão recuperados nos próximos dias.
 

Guajará-Mirim, Jorge Teixeira, Nova Mamoré, Vale do Anari e agora Rio Pardo integram a lista dos municípios que receberam e estão recebendo o projeto “Mão Amiga” do Governo da Cooperação, realizado por meio do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER). Tarilândia, distrito de Jaru, é o próximo a usufruir do projeto. “Estou à frente de um grande projeto idealizado pelo governador Confúcio Moura que me designou no cumprimento desta missão, abrir chão, e com isso trazer o desenvolvimento a quem precisa”, disse o diretor-geral do DER, Lúcio Mosquini representante governador que não pôde comparecer ao evento por participar de compromisso oficial na reunião de governadores convocada pela presidenta Dilma Rousseff, em Brasília

Em Rio Pardo, o DER já começa a recuperar as ruas que cortam o distrito a partir desta semana, além da vicinal que leva a Buritis. No ano passado foram conservados cerca de 130 km de estradas na região.



Os moradores solicitaram ao diretor Lúcio Mosquini a recuperação do trecho da vicinal que passa por dentro do distrito com acesso mais rápido ao município de Porto Velho. O diretor afirmou: “Como sabem essa área fica dentro de uma reserva e somente uma autorização do governo Federal pode ordenar que esse trabalho seja realizado, caso isso aconteça, com toda certeza e vontade do governador Confúcio Moura, será prontamente atendido”, afirma

Mosquini enfatizou aos presentes que “apesar da responsabilidade de cuidar do distrito seja da alçada do município de Porto Velho, o Estado toma pra si a responsabilidade e compromisso com os moradores, atendendo ao clamor do povo de Rio Pardo.”

Quem vibrou com o anúncio foi o operador de máquinas pesadas, e morador de Rio Pardo, Ideu Pinto da Silva, que chegou ao distrito há dois anos em busca do tão sonhado sucesso financeiro. “Sou de Buritis, mas procurei o distrito para viver com a minha esposa e minha filha. Conquistei o que lá não tinha. Aqui tem progresso e agora desenvolvimento com chegada das máquinas do governo”, destaca o morador.



Moradores e estudantes fizeram algumas reivindicações, as quais foram prontamente atendidas pela equipe do governo durante o evento. A secretária da Sedam, Nanci Rodrigues, divulgou a autorização concedida pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que regulamenta a construção de uma escola em caráter de urgência em Rio Pardo.  A instituição terá os cuidados do governo do Estado numa solicitação feita a pedido do governador, Confúcio Moura.

Governo da Cooperação em Ação

A Sedam, em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri), concederam a 200 moradores o Cadastro Ambiental Rural (CAR), um banco de dados eletrônico que regulariza em registros os imóveis rurais, armazenando informações e com isso identificando os proprietários; além de acompanhar as aéreas de Preservação Permanente e o uso alternativo do solo.

Com a documentação em dia fica fácil para o agricultor realizar, por exemplo, empréstimos junto as instituições bancárias.   É o que precisa a moradora Maria Augusta de Oliveira que há dez anos escolheu com a família o local para viver. “É ótimo saber disso. Temos uma propriedade, mas sem o cadastro não podemos fazer nada na terra”, declara. Maria Augusta logo mais estará dentro das 1.900 propriedades que serão beneficiadas com o CAR, como afirmou o secretário da Seagri, Evandro César Pandovani. “As Secretarias têm esse compromisso com os moradores. Muito trabalho pela frente, mas de grande importância para o governo do Estado e principalmente para as famílias que poderão desta forma realizar empréstimos. Somente o Banco do Brasil (BB) tem disponível para Rondônia um montante de R$ 1 bilhão em financiamento”, informa Evaldo.



Rio Pardo é uma área de reserva Federal distante 180 km de Porto Velho. Até bem pouco tempo foi palco de conflito agrário, resultado em muitas mortes. Uma permuta fez o governo Federal arrendar parte das terras de uma reserva Estadual para a construção da Hidrelétrica de Santo Antônio que em troca ganhou do governo Federal as terras que hoje fazem o distrito. A energia elétrica vem atualmente por meio de um gerador que funciona até determinado horário, e nem todos os moradores são atingidos. “Tem gente que tem sonho de tomar água gelada. Sou uma dessas pessoas, comenta sorridente”, Maria Augusta que vibrou quando o senador Valdir Raupp divulgou a licitação que determina a ampliação do linhão de Buritis para o distrito de Rio Pardo. O documento, de acordo com Raupp, deverá ser assinado nos próximos dias. “Vocês queriam água gelada, pois agora terão muito mais que isso. Poderão abrir suas próprias empresas com a vinda da energia elétrica, um compromisso do governador que tomo pra mim”, disse.

Estiveram presentes, os deputados estaduais, Edson Martins, Maurão de Carvalho, Ana da 8; o representante da prefeitura de Porto Velho, Manuel Bortolini; o secretário da Emater, Luis Gomes; o diretor-adjunto do DER, Rodrigo Viana e outros convidados.



Texto: Emerson Barbosa
Fotos: Daiane Mendonça
Fonte: Decom

 
Fonte: DECOM - Departamento de Comunicação Social
 
 
 
 
Governo do Estado de Rondônia
Todos os direitos reservados.
© Copyright 2007
Desenvolvimento: SEFIN/CRE/GEINF